Geral

Inovação e mercado de trabalho

No comments

VOCÊ ACHA QUE AS INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS DIMINUEM POSTOS DE TRABALHO?

Com todo o desenvolvimento, observamos cada vez mais a tecnologia ser capaz de coisas inimagináveis. Até mesmo a arte, o potencial humano criativo, está sendo redefinida a partir dos desenvolvimentos da Inteligência Artificial – como vimos recentemente no boom dos avatares.

O estudo da UNB, mostra que entre 2000 e 2015, no Brasil, os ganhos de produtividade do trabalho se destacaram como maiores causadores de desemprego, confirmando o desemprego tecnológico de maneira geral. Porém, os ganhos por crescimento da demanda compensaram as perdas.

Quanto mais tecnologia se reverte em maior acesso tecnológico, através de desenvolvimento, a inovação beneficia a todos.

Fomentar o mercado de trabalho nacional em tecnologia, com bons profissionais e boas condições de trabalho, é fundamental para o crescimento das organizações como um todo.

A ORAEX investe nos seus talentos. E constrói um time de Samurais prontos para atender os grandes players nacionais e internacionais. #VEMSERORAEX

Curta e compartilhe nosso conteúdo 💙💙💙

ORAEXInovação e mercado de trabalho
Read More

Tecnologias nativas em nuvem crescem mais rápido

No comments

O mercado de soluções em containers e plataformas de gerenciamento de contêineres pode crescer 37% ao ano até 2026.¹ (¹ Dados da Omdia). Esse crescimento é reflexo de tecnologias chaves que estão moldando o futuro. Veja quais são elas:

Computação em nuvem: as atividades operacionais das empresas precisam de resiliência e agilidade, os modelos de trabalho atuais aceleram a ampla adoção da computação em nuvem.

Centralidade do Software: a entrega dos serviços e valor dos negócios está concentrada cada vez mais no uso de aplicações e na abstração da infraestrutura.

Computação de Borda: os dados do cliente são processados na borda da rede, ou o mais próximo possível da fonte de dados, essencial para a responsividade em tempo real e soberania dos dados.

Problemas de desempenho, erros recorrentes e incapacidade de se mover rapidamente não são mais aceitáveis – caso ocorram, os clientes e usuários visitarão a concorrência. 

Os negócios também se tornaram cada vez mais complexos, com os usuários exigindo mais. Eles esperam respostas rápidas, recursos inovadores e disponibilidade 24hs.

Por isso, tecnologias nativas em nuvem são projetadas para adotar mudanças rápidas, grande escala e resiliência, acelerando seu negócio e permitindo crescimento rápido e estratégico. A ORAEX Cloud Consulting tem 10 anos de experiência com nuvem no mercado brasileiro. Entre em contato conosco e #VEMSERORAEX. 

ORAEXTecnologias nativas em nuvem crescem mais rápido
Read More

Automação inteligente, escalável e compartilhável é com o Red Hat Ansible

No comments

Você já percebeu que, trabalhando com TI, muitas vezes realiza as mesmas tarefas repetidamente? E se você pudesse resolver esse problema e automatizar suas soluções?

O Ansible é uma ferramenta que automatiza provisionamento, gestão, deploy de aplicações, orquestração, patches e segurança. E, em uma linguagem simples, consegue gerir e compartilhar a automação entre os times da empresa, criando valor e trazendo diversos benefícios para o seu negócio. 

Conheça 7 vantagens do seu uso:

  1. Poupe tempo e seja mais produtivo. 
  2. Elimine Tarefas repetitivas.
  3. Diminua erros e riscos. 
  4. Aumente a colaboração.
  5. Supere a complexidade.
  6. Garanta recursos para a inovação.
  7. Aumente a responsabilização e o compliance. 

A ORAEX é parceira para promover a automação em várias frentes: nuvem, segurança, infraestrutura, containers, redes e aplicações. Não perca tempo e aposte em uma solução padronizada e unificada com o Red Hat Ansible. 

ORAEXAutomação inteligente, escalável e compartilhável é com o Red Hat Ansible
Read More

WEBINAR: Migração do CentOS para o RHEL

No comments

HOJE É DIA DE WEBINAR!

Hoje (09/11), às 16 horas, vamos bater um papo sobre o processo de migração do CentOS para o Red Hat Enterprise Linux, uma solução muito mais completa, pensada e desenvolvida para atender todas as necessidades do seu negócio e fazer você ir além em performance.

Faça sua inscrição: https://bit.ly/3TywqRJ

Tem mais, você sabia que o CentOS Project não fará mais atualizações ou lançará novas versões do CentOS?

As atualizações do CentOS Linux 7 continuarão no ciclo de vida de suporte do Red Hat Enterprise Linux 7 até junho de 2024. As atualizações do CentOS Linux 8 foram até 31 de dezembro de 2021. E o CentOS Linux 9 não será lançado. Embarque nesta onda de conhecimento junto conosco e aproveite para tirar todas as suas dúvidas.

ORAEXWEBINAR: Migração do CentOS para o RHEL
Read More

Uma Breve História do CentOS Linux

No comments

Desde março de 2004, o CentOS Linux é uma distribuição apoiada pela comunidade derivada de fontes gratuitas fornecidas ao público pela Red Hat. Ele é sem custo e pode ser distribuído livremente. 

Ele era desenvolvido por um pequeno, mas crescente time de desenvolvedores chave. Esses desenvolvedores são apoiados por uma ativa comunidade de usuários, incluindo administradores de sistema, administradores de rede, gerentes, colaboradores principais do Linux e entusiastas do Linux de todo o mundo.

O CentOS Linux faz parte da arquitetura de serviços de Linux da Red Hat que conta com outras iniciativas como:

Fedora: projeto upstream base para os lançamentos principais do Red Hat Enterprise Linux que ainda estão por vir.

CentOS Stream: uma apresentação prévia dos próximos lançamentos de manutenção do Red Hat Enterprise Linux.Red Hat Enterprise Linux: a solução de sistema operacional empresarial oficial, robusta e com suporte completo.

Contudo, O CentOS Project não fará mais atualizações ou lançará novas versões do CentOS Linux.

As atualizações do CentOS Linux 7 continuarão no ciclo de vida de suporte do Red Hat Enterprise Linux 7 até junho de 2024. As atualizações do CentOS Linux 8 foram até 31 de dezembro de 2021. E o CentOS Linux 9 não será lançado.

No entanto, a comunidade do CentOS não será extinta. Os colaboradores da comunidade ainda poderão colaborar nas distribuições Linux Open Source como parte do projeto do CentOS Stream, que continuará como uma parte importante do processo de desenvolvimento do Red Hat Enterprise Linux.

O código-fonte do CentOS Linux continuará disponível ao público em git.centos.org

O Linux é uma infraestrutura de TI moderna, flexível e inovadora. Apoiado em uma comunidade Open Source, o CentOS teve grande impacto na distribuição e popularização do Linux de forma gratuita pela Red Hat.

Hoje, o CentOs Project está sendo descontinuado de atualizações e as empresas precisarão migrar para um novo sistema operacional. Um pouco da sua trajetória e história está nesse carrossel que preparamos para você. 

Mas não só isso, no dia 09/11 às 16hs, faremos um webinar sobre os diversos benefícios e vantagens da migração do CentOS para o Red Hat Enterprise Linux, uma solução muito mais completa, pensada e desenvolvida para atender todas as necessidades do seu negócio e fazer você ir além em performance.

Garanta sua vaga aqui: https://bit.ly/3TywqRJ

 

ORAEXUma Breve História do CentOS Linux
Read More

Conheça mais sobre nossa parceira Red Hat

No comments

“Ser a empresa de tecnologia referência do século 21 e fortalecer a estrutura social com nossas ações, democratizando o conteúdo e a tecnologia de maneira contínua.” — Propósito da Red Hat, 2006.

“Ser o catalisador nas comunidades de clientes, colaboradores e parceiros, criando tecnologias melhores com base na filosofia open source.” — Declaração da missão da Red Hat, 2009.

De uma empresa para uma grande companhia, a Red Hat transformou o mercado a partir do Open Source. Nos anos 90, Bob Young comprava os CDs do Red Hat Linux de Marc Ewing para a venda em sua loja. O sucesso foi tanto que, em 1995, uniram forças e fundaram a Red Hat Software, com Ewing como CEO. 

O chapéu vermelho, característico do nome e logo da marca vêm do fato de Bob Young costumar usar um boné vermelho do time de lacrosse da Cornell de seu avô, e as pessoas diziam, no tempo de faculdade: “Se precisar de ajuda, procure o cara de chapéu vermelho”.

Já em 2012, a Red Hat foi o negócio pioneiro de tecnologia open source a gerar mais do que US $1 bilhão de receita. Hoje, mais de 90% das empresas da Fortune 500 confiam na Red Hat – os produtos e soluções Red Hat são confiáveis em escala global. 

Em 2019, foi comprada pela IBM e juntas levam uma plataforma multi-cloud híbrida que habilita os grandes desenvolvimentos dos próximos tempos. Como sempre, tudo continua sendo feito de acordo com a filosofia open source.

A ORAEX é parceira especialista em Produtos e Serviços de Infraestrutura RedHat, que é a maior empresa de software Open Source do mundo. Atuamos com suporte e consultoria de OpenShift, OpenStack, RedHat Virtualization, ANSIBLE e ANSIBLE Tower, além do RedHat Enterprise Linux. Com as soluções RedHat sua empresa entrará de vez no circuito da transformação digital, entregando muito mais resultados e levando mais robustez e resiliência para seus clientes.

Entre em contato conosco que lhe ajudaremos a extrair o melhor que o Open Source pode fazer pela sua empresa.

ORAEXConheça mais sobre nossa parceira Red Hat
Read More

O monólito

No comments

Os microsserviços são uma abordagem arquitetônica alternativa à arquitetura monolítica. Para ajudar a distinguir melhor os microsserviços enquanto arquitetura vale a pena considerar o que são os monólitos.

O monólito é, principalmente, um deploy unificado. Quando todas as funcionalidades de uma aplicação devem ter seu deploy juntas, a aplicação é considerada um monólito.

O monólito de um único processo: todo o código é empacotado em um único processo.

Monólito

Monólito

O monólito modular: uma variação na qual o processo único consiste em módulos separados. Cada um pode ser trabalhado independentemente, mas todos ainda precisam ser combinados para o deploy.

Monólito

Monólito 2

O monólito distribuído: um monólito distribuído é um sistema que consiste em vários serviços, mas por qualquer motivo, todo o sistema deve ter deploy em conjunto. Emergem de ambientes que não dão foco suficiente para a coesão do negócio e ocultamento de informações – gerando uma arquitetura altamente acoplada. Os monólitos distribuídos têm todas as desvantagens de um sistema distribuído, e as desvantagens de um único processo monólito, sem ter vantagens suficientes de ambos.

Quanto mais e mais pessoas trabalham no mesmo lugar, elas afetam o trabalho uma da outra. Por exemplo, diferentes desenvolvedores podem querer mudar o mesmo pedaço de código. 

Uma arquitetura de microsserviços oferece limites concretos em torno dos quais as linhas de propriedade podem ser traçadas em um sistema, dando-lhe muito mais flexibilidade e reduzindo os problemas do trabalho em equipe. 

ORAEXO monólito
Read More

Conceitos-chave de microsserviços

No comments

Você já ouviu falar em microsserviços? É uma arquitetura para o desenvolvimento muito usada atualmente, pois têm alta adesão com tecnologias atuais como cloud e kubernetes. Separamos alguns conceitos-chave para entender melhor os microsserviços, seus potenciais e modo de funcionamento.

# Deploys independentes: é o conceito em que pode-se mudar um microsserviço, realizar o deploy, disponibilizar a mudança para os usuários sem ter que realizar o deploy em outros serviços.

# Controle sobre informações: os microsserviços têm a habilidade de decidir o que é mostrado e o que está escondido. Funcionando como cápsulas, alguns dados podem ficar privados durante o desenvolvimento e manipulação da aplicação.

# Flexibilidade: os microsserviços devem ser projetados para solucionar possíveis problemas futuros, porém há sempre um custo para manter uma arquitetura flexível para expansão e aberta, encontrar o equilíbrio nem sempre é fácil, mas fundamental.

# Alinhamento entre Arquitetura e Organização: o design dos serviços precisa refletir os a organização, para manter alinhado o trabalho dos desenvolvedores e as metas do negócio.

Uma curiosidade é que não há uma fórmula ideal para o tamanho da sua arquitetura, apesar de levar no nome “micro” a única coisa que pode-se dizer é que ele deve ser mantido em um tamanho que possa ser facilmente compreendido. 

Quer saber mais? Fica de olho nos conteúdos das nossas redes. #VEMSERORAEX 

ORAEXConceitos-chave de microsserviços
Read More

Arquitetura orientada a serviços e microsserviços são coisas diferentes?

No comments

Segundo Sam Newmann, a arquitetura orientada a serviços (SOA) é uma abordagem de design em que múltiplos serviços colaboram para prover certas capacidades finais. Contudo, apesar dos esforços, ainda falta consenso de como realizar uma boa arquitetura orientada a serviços. Já a abordagem dos microsserviços surgiu do uso no mundo real, usando um melhor entendimento dos sistemas e de como aproveitar a SOA. Você pode pensar em microsserviços como uma tipo específico de SOA, do mesmo modo que XP e Scrum são tipos de abordagem para desenvolvimento ágil de software.

Os microsserviços hoje são extremamente populares. A sua origem partiu das necessidades reais de trabalhar com agilidade entre os times de desenvolvimento. Os monólitos podem ser extremamente pesados, complexos, dependentes de apenas uma linguagem e dificultam o trabalho com times diferentes.

Poder atualizar e melhorar diferentes componentes em uma aplicação sem conflito, com cada serviço funcionando independentemente, com cada time trabalhando sua especificidade, permite escalabilidade rápida. Além disso, microsserviços são uma abordagem que permite a integração de diversas tecnologias e linguagens de programação, podendo contar sempre com o melhor, mais seguro e mais atualizado para o seu negócio.

Alinhado com a cultura DevOps, essa abordagem tem transformado a indústria de desenvolvimento, junto com containers, nuvem e kubernetes, e está em pleno avanço.

ORAEXArquitetura orientada a serviços e microsserviços são coisas diferentes?
Read More

Infraestrutura Digital: a base dos negócios da Nova Era

No comments

Em meio à pandemia, as organizações tiveram que encarar uma mudança na estrutura de trabalho, na venda, na comunicação, tudo passou a ser elaborado para atender as exigências do momento. E a infraestrutura de TI foi e, ainda é, uma parte crucial do sucesso dos negócios desta nova Era Digital.

Para embarcar nesta Nova Era, os líderes de Infraestruturas Digitais buscam repensar os padrões de planejamento e orçamento de TI, alinhando a arquitetura, modernização, operações e modelos de financiamentos com os objetivos do negócio. 

Nessas Infraestruturas Digitais as tecnologias nativas da nuvem permitem dimensionamento, migração e flexibilidade aos recursos sob demanda. As operações autônomas combinam alto nível de governança operacional e análises de IA e Machine Learning. São recursos implantados de maneira ubíqua, capazes de fornecer visibilidade e controle a toda infraestrutura e serviços de rede, computação e armazenamento, independente de sua localização. 

A infraestrutura é tratada como uma única plataforma que habilita a transformação digital dos negócios e não como ativos separados que não conversam entre si. Para isso, exige a colaboração de diversos setores, lideranças e colaboradores – dos executivos que mapeiam KPIs aos líderes de DevOps que demandam agilidade e velocidade.  

Os resultados obtidos são uma melhora na experiência do cliente, através de um engajamento digital, maior produtividade e otimização nos custos de operação e redução dos riscos de atuação.

Quer saber mais sobre como liderar a implementação da infraestrutura digital? Entre em contato conosco.

ORAEXInfraestrutura Digital: a base dos negócios da Nova Era
Read More