Geral

ORAEX Conquista Certificação Great Place to Work®: Um Lugar Incrível para Trabalhar!

No comments

Queremos compartilhar uma notícia emocionante: a ORAEX agora é oficialmente certificada pelo Great Place to Work® (GPTW) como um dos melhores lugares para trabalhar!

Nós construímos a ORAEX a partir de colaboradores especialistas: os samurais – imersos em uma cultura de excelência e valores fortes. 

A certificação GPTW é o reconhecimento de nossos esforços contínuos para criar um ambiente de trabalho que reconheça e dê espaço para que nossos samurais sejam valorizados, motivados e inspirados. 

São benefícios, trocas e, sobretudo, compreensão da particularidade individual de cada necessidade e como podemos atendê-las para estimular o desenvolvimento pessoal e a satisfação no trabalho. 

O Great Place to Work® é uma organização global que avalia e reconhece as melhores práticas em ambientes de trabalho. A certificação GPTW é uma conquista notável que reflete o compromisso de nossa equipe. 

Esta conquista é resultado do esforço coletivo, desde nossos líderes que inspiram e orientam, até os colegas que se apoiam mutuamente diariamente e engajam em cada projeto ORAEX. 

A certificação GPTW não é apenas um prêmio, mas um compromisso contínuo. Continuaremos a investir no bem-estar dos nossos colaboradores. É a demonstração do nosso compromisso em ouvir e valorizar as vozes dos samurais. 

Continuaremos nossa jornada para um ambiente cada vez mais estimulante, diverso e inclusivo!

ORAEXORAEX Conquista Certificação Great Place to Work®: Um Lugar Incrível para Trabalhar!
Read More

A ORAEX alcança a Neutralidade de Carbono com a MOSS: um compromisso com o planeta!

No comments

2023 é um ano especial para a ORAEX e nosso papel no nosso planeta. Temos o imenso prazer de anunciar que alcançamos a neutralidade de carbono, um marco significativo em nosso compromisso com a sustentabilidade e a proteção do meio ambiente. 

A neutralidade de carbono significa que nossa empresa equilibra todas as emissões de carbono geradas por nossas operações e atividades com a remoção ou redução equivalente de emissões de carbono em outros lugares. Este é um passo crucial na luta contra as mudanças climáticas e na preservação de um ambiente saudável para as gerações futuras.

Compensamos 42,099 toneladas de CO2eq referentes a nossa pegada de carbono de 2022.

A Moss é uma Climate Tech, com um único objetivo: combater as mudanças climáticas. Com processos simplificados ela garante a rastreabilidade e a transparência através de tecnologia blockchain

Estamos orgulhosos de estarmos com a MOSS e de contribuir para seus esforços na mitigação das mudanças climáticas globais. Com sua ajuda, atingimos a neutralidade de carbono de forma responsável e eficaz, fazendo a nossa parte para combater as emissões de carbono em nível global.

Mas este é apenas o começo da nossa jornada rumo a um futuro mais sustentável. Continuaremos a tomar medidas proativas para reduzir ainda mais nossas emissões de carbono e aprimorar nossas práticas de sustentabilidade em todas as áreas de nossa empresa.

ORAEXA ORAEX alcança a Neutralidade de Carbono com a MOSS: um compromisso com o planeta!
Read More

DATADOG É PARCEIRA ORAEX

No comments

A ORAEX transforma o seu negócio em uma verdadeira potência com uma parceria estratégica com a Datadog.

A Datadog é uma plataforma de monitoramento que unifica métricas, logs e rastreamento distribuído, atingindo uma visibilidade centralizada e garantindo soluções rápidas para arquiteturas dinâmicas.

Vantagens da Datadog

Ter uma single source of truth (SSOT) auxilia os times de engenharia a agir no momento certo, diminuir os silos organizacionais e atingir as metas de DevOPS.

# Plataforma Unificada;

# + 400 Integrações;

# Machine Learning;

# Logs sem limites;

Benefícios para seu negócio:

# Agilidade para acompanhar o ritmo acelerado do mercado;

# Redução de custos e otimização de seus recursos financeiros;

# Mitigação de riscos e proteção da sua empresa de imprevistos;

# Visibilidade 360º para destacar-se da concorrência.


Juntos, podemos alcançar novos patamares e impulsionar o seu negócio rumo ao sucesso absoluto. 🚀


Entre em contato.

[email protected]

 

 

 

ORAEXDATADOG É PARCEIRA ORAEX
Read More

RHEL, por que nossos clientes usam?

No comments

O Red Hat Enterprise Linux, RHEL, é uma escolha popular entre as organizações devido à sua capacidade de fornecer controle, confiança e liberdade para seus usuários.

Assim, com o RHEL, as empresas podem reduzir custos e aumentar a agilidade. Ao mesmo tempo que diminuem o tempo necessário para a implementação de cargas de trabalho essenciais.

O RHEL é um sistema operacional inteligente, adequado para implantações em nuvem, máquinas virtuais e bare-metal, tanto on-premise quanto off-premise. Essa versatilidade oferece uma base consistente para implantações de aplicativos multicloud.

Desse modo, com a simplicidade da camada de infraestrutura fornecida pelo RHEL, os clientes podem concentrar-se no gerenciamento e execução de aplicativos, garantindo a segurança e alto desempenho.

Controle: segurança e gerenciamento simplificado

O controle é um dos principais benefícios do RHEL. Os clientes podem se concentrar no crescimento de seus negócios, pois o RHEL oferece controles de segurança integrados e suporte proativo da equipe de segurança do produto Red Hat.

Isso ajuda a reduzir a possibilidade de vulnerabilidades de segurança e erros de gerenciamento de configuração que podem causar prejuízos.

Confiança e RHEL: alta performance e ciclo de vida longo

O RHEL também fornece aos clientes confiança para executar cargas de trabalho importantes e geradoras de receita. Com um ciclo de vida de 10 anos e atualizações compatíveis com aplicativos, o RHEL oferece um uptime de 99,999% e desempenho recorde.

Dessa maneira, os clientes também podem contar com o suporte da comunidade open source global por meio da cadeia de fornecimento segura da Red Hat.

Liberdade para inovar: criação, implantação e manutenção de aplicações

Finalmente, o RHEL oferece liberdade para inovar. Os clientes podem criar, implantar e manter aplicativos com ferramentas de desenvolvimento em sua infraestrutura preferida.

Por isso, o  RHEL é a base consistente da inovação, com milhares de provedores de nuvem, software e hardware certificados. Assim, a Red Hat também oferece recursos estáveis e mais recentes, como ferramentas de desenvolvimento, tecnologias de contêiner, suporte ao hardware e suporte para o portfólio geral da Red Hat.

Supercomputadores: o RHEL na ponta da tecnologia.

A Red Hat tem um histórico de quebrar recordes em benchmarks de computação e mostrou repetidamente que o Red Hat Enterprise Linux pode quebrar o molde quando se trata de padrões de computação. O Red Hat Enterprise Linux já participou de dois dos três principais supercomputadores do mundo.

Ambas as máquinas foram projetadas como parte da iniciativa CORAL do Departamento de Energia (DOE).

Elas são usadas nas aplicações de simulação e modelagem científica e de segurança nacional dos Estados Unidos.

O Summit é o supercomputador mais rápido do mundo e está alojado no Oak Ridge National Laboratory (ORNL) do Departamento de Energia. O Sierra está sendo configurado no Lawrence Livermore National Laboratory (LLNL) e já é o terceiro computador mais rápido do mundo. 

 

Desta forma, se você está procurando por um sistema operacional de classe empresarial que oferece segurança, desempenho e suporte confiável, o Red Hat Enterprise Linux é a escolha certa.

O RHEL é projetado para atender às necessidades de empresas de todos os tamanhos, ele é comprovado como a plataforma líder em supercomputadores e data centers.

Com a flexibilidade de escolher o nível de suporte que melhor atende às suas necessidades, você está obtendo a melhor solução possível. Não deixe de considerar o Red Hat Enterprise Linux na sua próxima decisão de investimento em TI.

ORAEXRHEL, por que nossos clientes usam?
Read More

Subscrições: investimento na sua transformação digital. 

No comments

As subscrições são uma das formas mais eficazes de investir na transformação digital. 

Tanto no setor público quanto no privado, a aquisição de subscrições tem se mostrado uma alternativa rentável e viável para modernizar processos, serviços e aumentar a produtividade.

Mas, afinal, o que são subscrições? 

Basicamente, trata-se de um modelo de negócios em que o cliente paga uma taxa regularmente para ter acesso a um serviço ou produto. No contexto da transformação digital, as subscrições são uma forma de adquirir softwares, serviços e tecnologias que apoiam o processo de digitalização e modernização de uma empresa ou organização.

A importância da compra de subscrições para a transformação digital

A compra de subscrições é importante porque permite às organizações terem acesso a tecnologias de ponta sem precisar investir em infraestrutura ou na contratação de especialistas para gerenciá-las. Além disso, os serviços de subscrição são atualizados regularmente, garantindo que as organizações tenham acesso às últimas inovações e funcionalidades.

No setor público, a aquisição de subscrições é especialmente relevante. Em geral, os governos têm orçamentos limitados para investir em tecnologia e infraestrutura. Com a aquisição de subscrições, é possível modernizar processos e serviços sem comprometer o orçamento público. Isso pode levar a melhorias significativas na qualidade dos serviços prestados à população e na eficiência dos processos internos.

No setor privado, a aquisição de subscrições também pode trazer benefícios significativos. Por exemplo, as subscrições de softwares de gestão podem ajudar a automatizar processos e melhorar a produtividade, o que se reflete em redução de custos e aumento da rentabilidade. As subscrições de serviços de nuvem também permitem às empresas acessar recursos escaláveis ​​e flexíveis, o que pode ajudar a acelerar a inovação e o desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Confira 4 dúvidas sobre Licenciamento versus Subscrição

 

1. Qual é a diferença entre licenciamento e subscrição de software?

O licenciamento envolve o pagamento único para acesso perpétuo ao software, enquanto a subscrição envolve o pagamento periódico para acesso temporário ao software.

2. Qual é a opção mais acessível para empresas com orçamentos menores?

A subscrição pode ser a opção mais acessível para empresas com orçamentos menores, pois permite o pagamento periódico e pode ser cancelado.

3. As atualizações estão incluídas no preço da subscrição?

Sim, as atualizações estão incluídas no preço da taxa periódica da subscrição.

4. Qual opção oferece mais flexibilidade?

A subscrição oferece mais flexibilidade, pois as empresas podem cancelar a taxa e adicionar ou remover facilmente usuários da subscrição, além de adquirir mais recursos facilmente.

Como investir em subscrições na transformação digital?


A ORAEX é parceira especialista em Produtos e Serviços de Infraestrutura Red Hat, que é a maior empresa de software Open Source do mundo. 

Nós agilizamos e facilitamos o fornecimento das subscrições. Com a ORAEX e a Red Hat, você vai contra o modelo de licenciamento tradicional e a dependência do fornecedor. Adquirindo liberdade e opções para escolher a solução ideal para as necessidades da sua empresa.

O modelo de subscrição Red Hat foi desenvolvido há mais de duas décadas com base em uma ampla quantidade de feedbacks dos clientes. 

Com uma subscrição, os clientes podem fazer o download de softwares corporativos que são testados e certificados pela Red Hat. Além disso, eles têm acesso a orientações, estabilidade e segurança necessárias para implantar as soluções com confiança, mesmo em ambientes de missão crítica.

Quer saber mais?

Entre em contato pelo email: [email protected] 

ORAEXSubscrições: investimento na sua transformação digital. 
Read More

Hidrogênio: conheça a tecnologia.

No comments

Devido às novas regulações e a necessidade ambiental da descarbonização, as organizações estão investindo em hidrogênio para reduzir sua pegada de carbono. 

Ele é a peça perdida do quebra cabeça da energia limpa. 

Por que?

O hidrogênio pode armazenar mais energia de forma eficiente, salvar energia limpa sem desperdício e descarbonizar setores que pareciam impossíveis.

Por um lado, na manufatura, o hidrogênio pode ser combustível para operações de alta temperatura relacionadas ao metal, químicos e vidro. 

Já na energia, o hidrogênio pode ser usado para armazenar a energia de outras fontes renováveis, por muito mais tempo quando comparado com armazenamentos comuns.

Além disso, no transporte, as baterias de hidrogênio são mais eficazes do que as de carros elétricos, sendo uma boa alternativa para máquinas pesadas como trens e caminhões que não tem tempo ou disponibilidade para recarregar constantemente. 

Os três tipos de hidrogênio

Para compreender melhor, confira as classificações.

Há três tipos o cinza, o azul e o verde. O cinza e o azul são produzidos através do metano, disponível no gás natural e no carvão, já o verde é produzido pela água, através de eletrólise, sendo a alternativa limpa para a geração de energia. 

Na prática

Em janeiro deste ano, um avião experimental com um motor de hidrogênio completou um voo teste de 10 minutos. A companhia ZeroAvia tem o objetivo de facilitar viagens comerciais através de células combustíveis de hidrogênio em 2025.

A Microsoft, desde 2018, investe na pesquisa e desenvolvimento de geradores de hidrogênio para manter os datacenters livre de emissão de carbono. Hoje, com uma política de manter seus datacenters operacionais em 99,999% do tempo, em caso de falha na energia, os geradores funcionam a base de diesel.

Em junho de 2022, houve um teste com um sistema de hidrogênio de três megawatts, o desempenho do protótipo foi um sucesso, sendo uma alternativa válida para os geradores de diesel.

Assim, o foco em 2023 é o desenvolvimento de uma versão mais comercial e robusta do protótipo, que pode impactar toda a indústria de tecnologia, a conduzindo para um caminho mais sustentável. 

A ORAEX realiza a sua compensação de carbono pela Moss. Uma plataforma blockchain que investe na sustentabilidade em projetos nacionais de reflorestamento e plantio sustentável. Saiba mais na nossa matéria especial

ORAEXHidrogênio: conheça a tecnologia.
Read More

Os algoritmos podem ser melhores?

No comments

Redes Sociais são uma das principais fontes de notícia e informação. Qual conteúdo é visto por quem está determinado por algoritmos privados, desenvolvidos pelas grandes organizações de tecnologia, com investimentos gigantescos. 

Porém, dos usuários a criadores de conteúdo, não parece haver uma clareza sobre o que eles são, como perfomam e se podem melhorar, havendo apenas um mal-estar generalizado dos efeitos negativos, como a formação de bolhas e excesso de conteúdo publicitário. 

Melhor para quem?” responde a pergunta “Os algoritmos podem ser melhores?”

Na compra do Twitter, Elon Musk declarou que pretendia abrir os algoritmos de conteúdo do Twitter, e torná-los open source. Será essa uma boa medida em direção a algoritmos melhores?

Definidos como um conjunto de instrução para tomar uma decisão ou realizar uma tarefa. Arranjar nomes em ordem alfabética é um tipo de algoritmo, assim como uma receita para fazer bolo de chocolate. Contudo, há uma distância enorme da complexidade dos algoritmos das big techs. 

O tamanho e a sofisticação dos modelos modernos, que se baseiam em extrema personalização, torna impossível entender completamente como eles preveem, ou o que irão prever.  Eles pesam biliares de coisas diferentes, que interagem de maneira sútil, para fazer uma previsão. Olhar para um único algoritmo é como tentar entender a psicologia examinando cada célula individual do cérebro. 

Por isso, apenas tornar o algoritmo aberto, não torna as coisas melhores. 

Como resolver?

Thomas Dimson, um dos responsáveis pelo início do algoritmo de conteúdo no Instagram, diz que uma transparência efetiva está na experiência do open source, e não apenas na liberação de todos os dados. 

Pois uma abertura completa prejudicaria a privacidade, a inovação e não traria avanços positivos nem para os usuários e nem para as organizações. 

Os responsáveis na condução e criação dos algoritmos, os estudam muito mais por seus efeitos e experimentações, do que pela tentativa de compreender seus mecanismos internos,   

O algoritmo é treinado e modificado através de diversos testes com diferentes grupos, as organizações decidem o desenvolvimento do algoritmo com base nesses testes. 

Por isso, a transparência deve estar nessa condução. Thomas Dimson sugere 4 passos que podem causar efeitos positivos para os algoritmos. 

  • Limitar a audiência: incentivar a presença de auditorias confiáveis, vinculadas a legislações vigentes. 
  • Divulgação Individual: permitir aos usuários saberem a quais testes foram expostos.
  • Opção Individual: permitir aos usuários a escolha de compartilhar suas ações em grupos específicos, como estudos acadêmicos. 
  • Resumo: publicar as informações de forma menos sensível, ao agrupar dados em cortes específicos. 

Desse modo, as pessoas que não estão ligadas aos interesses das empresas, podem analisar os algoritmos de forma muito mais segura e eficaz, do que simplesmente tendo acesso ao código.

 Permitindo maior acesso à informação, sem sacrificar a privacidade e a competição. 

ORAEXOs algoritmos podem ser melhores?
Read More

Cybersecurity na relação pública e privada.

No comments

Você já se perguntou sobre o vínculo entre as ações de cybersecurity privadas e o setor público? 

O setor público atua de forma ativa no sentido da regulação para evitar danos e responsabilizar culpados, como por exemplo, no controle, desenvolvimento e aplicação da LGPD. Mas, também, o setor público pode ser enfraquecido por ameaças aos setores privados. 

É o caso dos Estados Unidos que, tendo em vista os conflitos na Ucrânia, previu possíveis ameaças. Em março de 2022, Joe Biden, atual presidente, emitiu uma declaração de que era “um momento crítico para aumentar a cybersecurity doméstica e reforçar a resiliência nacional.”

Ou seja, é uma relação dupla: o setor público influencia as atividades do setor privado, que ao se proteger, protegem seus negócios, mas também garantem a segurança nacional dos cidadãos.

É por isso que a CISA – Cybersecurity and Infrastructure Security Agency – agência pública de segurança norte americana, ajuda as empresas a tomarem as melhores medidas para proteção. 

Além de manter um canal aberto para que os stakeholders compartilhem eventos relacionados a ameaças para a melhora contínua do serviço. O projeto é chamado de Shields Up. 

O vice-diretor da CISA, Nitin Natarajan, acredita que a maior ameaça seja a inocência. Muitas pessoas e organizações não se vêem como potenciais alvos de ataques. Para isso, ele acredita que a melhor solução é a educação. 

Se você vai a um banco, por exemplo, esse banco utiliza autenticação em multifatores? Você precisa querer saber esse tipo de informação. E também quais dados pessoais a instituição mantém e o que faz com eles, e compreender o valor de tudo isso. – Nitin Natarajan 

No Brasil, temos algumas iniciativas educacionais. A ANPD – Autoridade Nacional de Proteção de Dados – recentemente lançou um guia para a compreensão dos cookies e proteção dos dados pessoais. 

Além de informativo e explicativo sobre a tecnologia de cookies, ele auxilia o usuário a escolher as informações que deseja compartilhar. Aumentando sua responsabilidade e educando os cidadãos. 

Você pode acessar o guia aqui.

Assim, o combate aos crimes virtuais e a segurança são iniciativas conjuntas de parceria entre setores. 

Na ORAEX estamos 100% comprometidos com compliance e LGPD. Compondo o AYO Group, passamos por uma série de formações para manter o alinhamento dos colaboradores, elas foram ministradas por Miguel Nogueira Barbosa, da Memora Processos Inovadores.  

ORAEXCybersecurity na relação pública e privada.
Read More

Automação ou trabalho humano? Qual a medida certa?

No comments

A automação tem sido um tema de discussão há anos. O tema ganhou mais atenção nos últimos anos, à medida que a tecnologia avança e mais empresas caminham para a automação. Automação é o processo de substituição do trabalho humano por máquinas ou software. É o uso de máquinas e softwares para realizar tarefas que normalmente seriam realizadas por pessoas.

Conheça alguns benefícios da automação:

Aumenta a eficiência – Os sistemas automatizados geralmente podem produzir os mesmos resultados em menos tempo do que os humanos. Isso significa que as empresas podem aumentar sua produção sem adicionar novos funcionários ou aumentar os custos.

Reduz erros – Os sistemas automatizados não cometem erros como os humanos. Isso reduz o desperdício e melhora o controle de qualidade para seus processos de negócios.

Melhora a consistência – Um dos benefícios mais valiosos da automação é a consistência em todas as partes de seus processos de negócios, o que permite escalar suas operações facilmente sem ter que monitorar constantemente cada etapa manualmente.

O que levar em conta para encontrar a medida certa?

Complexidade da tarefa — Se a tarefa exige intervenção manual em decisões estratégicas, a automação pode não ser a melhor opção, e sim uma ferramenta para ajudar nas decisões do negócio.

Custo do trabalho humano — A automação só faz sentido quando é mais eficiente e agrega mais valor do que o trabalho humano, por isso, comece com pequenos planos de automação, um passo de cada vez.

Como está sendo a estratégia na sua organização? Faça seu comentário. 

ORAEXAutomação ou trabalho humano? Qual a medida certa?
Read More

Cloud-Native: o futuro da infraestrutura

No comments

Cloud-Native é uma abordagem para criar e executar aplicativos que explora as vantagens da computação em nuvem. Quando as empresas criam e operam aplicativos usando uma arquitetura cloud native, elas reduzem o time to market e respondem rapidamente às demandas dos clientes. 

Por que todos estão tão entusiasmados com Cloud-Native? Conheça 5 benefícios. 

1) A nuvem: imagine seu aplicativo rodando em outro servidor e tudo o que você precisa fazer é fazer login e clicar em “publicar”.

2) Design moderno: arquiteturas flexíveis com as melhores práticas de DevOps.

3) Microsserviços: divida seu aplicativo em pequenos pedaços, cada um com seu próprio banco de dados/API/UI. Cada pequeno módulo tem uma responsabilidade muito clara, portanto, é possível alterar partes independentes da aplicação, sem comprometer seu funcionamento.

4) Containers: otimiza a execução do seu aplicativo, garantindo velocidade e leveza no processamento. 

5) Serviços de apoio e automação: Automatize completamente o processo desde o desenvolvimento até a implantação e monitoramento. Mantendo sua aplicação atualizada e segura.

Você não quer que sua empresa tenha sistemas legado, pois sabemos que os ambientes em nuvem são tão diversos que merecem sua própria categoria. Além disso, os aplicativos cloud-native têm uma infraestrutura de microsserviços, eles são projetados de maneira diferente que você pode construir sua própria estratégia e plataforma. E ter uma estratégia cloud-native oferece estabilidade e flexibilidade aos seus negócios, mesmo que isso signifique algum trabalho extra no início, você economizará muito no futuro. 

ORAEXCloud-Native: o futuro da infraestrutura
Read More