Blog

Internet das Coisas e suas Tecnologias

No comments

Você sabe como funciona a Internet das Coisas? Muito mais que um conceito, ela é habilitada por uma série de inovações tecnológicas. Confira algumas:

Identificação por radiofrequência (RFID): é uma tecnologia central para a comunicação dos dispositivos, que integra uma tag transmissora para comunicação sem fio. O RFID ajuda a identificar e localizar objetos. Pode ser passivo (sem bateria) ou ativo (com bateria), e transmite informações para leitores adequados que compartilham os dados para a análise.

Rede de Sensores Sem Fio (WSN):  o elemento central da rede WSN é o nó sensor que integra ainda capacidades de processamento e de comunicação sem fio. Tais sensores coletam a informação, depois a processam “standalone” ou coordenam com nós vizinhos e a transmitem em direção ao usuário ou para nós processadores (sink nodes).

Computação em Nuvem: poder acessar e compartilhar recursos de qualquer lugar a qualquer momento se tornou possível com o desenvolvimento da nuvem. Ela é uma interface e infraestrutura fundamental para a eficiência da IoT.

Armazenamento e Análise de Dados: interoperabilidade, integração e comunicação adaptativa são essenciais, por isso, IoT gera e analisa altas quantidades de dados, que precisam ser armazenados e analisados de forma inteligente e eficaz.

Visualização: a interação do usuário com o ambiente virtual é feita através dos  dispositivos que projetam visualmente sua integração. Seja em telas touchscreen ou pela ativação através de comando de voz, a essência das tecnologias de visualização é o acesso para o usuário.

O desenvolvimento da Internet das Coisas permite aos objetos serem identificados unicamente e adquirirem a habilidade de se comunicar com outros objetos em qualquer tempo e em qualquer lugar. Essa habilidade é alcançada através de três componentes: 

# Hardware: como sensores, chips embutidos e baterias. 

# Ponte: como tecnologias que fazem a comunicação entre os dispositivos físicos e aplicações necessárias. 

# Apresentação: o design dos objetos para que possam responder ao usuário de forma inteligente. 

Quando combinados, formam uma rede de IoT que proporciona fenômenos simples e complexos, seja para reproduzir um vídeo de um dispositivo para o outro, ligar a luz através de um comando de voz para uma assistente pessoal ou controlar rodovias em uma cidade inteligente. As possibilidades são imensas. 

Continue nos acompanhando nas redes sociais e fique por dentro dos conteúdos mais comentados do momento. #VEMSERORAEX 

ORAEXInternet das Coisas e suas Tecnologias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.