Blog

Empresas sofrem ataques de phishing: aumento impressiona.

No comments

A pandemia começou trazendo muitas mudanças e muitas dores de cabeça às pessoas. Como se não bastassem às questões relacionadas à saúde e à parte financeira, ainda tem os ataques cibernéticos. O aumento de empresas que têm sofrido com os ataques de phishing é assustador.

Afinal, grande parte das instituições adotaram o regime de home office. Essa foi a melhor solução encontrada para proteger a saúde dos trabalhadores em tempos de Covid-19. Porém, o trabalho remoto deixa a segurança online das empresas bem mais vulnerável.

Realmente, os números relacionados aos ataques de phishing são bem altos. Segundo estudos, muitas empresas tiveram problemas com ataques cibernéticos desde o início da pandemia. Principalmente, via e-mail. Entenda mais sobre como o trabalho remoto influencia nisso.

Qual é a relação entre o trabalho remoto e os ataques de phishing?

Infelizmente, a pandemia do Covid-19 chegou de surpresa para muitas pessoas. Quase ninguém imaginava que o impacto mundial seria tão grande. Por isso, muitas organizações passaram a sofrer com problemas relacionados ao trabalho remoto.

Afinal, grande parte das empresas não tinha planos de implementar o regime de home office. Pelo menos, pelos próximos anos. Porém, essa atitude precisou ser tomada em prol da saúde dos trabalhadores. Bem como dos seus familiares e da população de uma maneira geral.

Resumidamente, podemos dizer que, quanto menos pessoas circulando nas ruas, menos o vírus é disseminado. Assim, o trabalho remoto terminou sendo imposto a muitas empresas e trabalhadores, por um motivo de força maior.

Falta de preparo dos funcionários para lidar com os ataques de phishing

A mudança do ambiente de trabalho do escritório para o home office aconteceu de maneira muito repentina. Por isso, muitos funcionários não estavam preparados para ter que trabalhar em casa. Simultaneamente, as empresas se viram sem tempo hábil para prepará-los.

E isso gerou um maior risco à segurança cibernética. Principalmente, pelo fato de muitos funcionários estarem fazendo o uso de dispositivos pessoais para trabalhar.

Assim, lidam com os dados valiosos das companhias em dispositivos que podem não ser seguros. Ou ainda, compartilham esses dispositivos com outras pessoas dentro de casa, comprometendo a segurança.

E não para por aí. Muitos funcionários podem ter tido a oportunidade de levar dispositivos (como notebooks e monitores) da empresa para casa. Porém, ainda assim, a conexão da Internet pode apresentar suas vulnerabilidades.

Além disso, os funcionários podem estar mais vulneráveis. Enquanto isso, os hackers se aperfeiçoam cada vez mais nos seus golpes. Assim, são capazes de criar e-mails para ataques de phishing cada vez mais realistas e convincentes.

Uma estratégia que tem sido muito utilizada é se aproveitar das pessoas que buscam mais informações sobre a pandemia. Oferecendo essas informações para as pessoas baixarem, eles conseguem infectar os seus dispositivos com malware e outros tipos de vírus.

ataques de phishing

Conclusão

Como você pode perceber nesse texto, o home office e a pandemia estão servindo para que os hackers se aproveitem. Assim, conseguem realizar ataques cibernéticos às pessoas mais despreparadas, colocando em risco a segurança das empresas.

Sabendo disso, todo o cuidado contra os ataques de phishing é essencial. Vale ter bastante atenção aos e-mails que receber. Até mesmo aqueles que parecerem confiáveis podem ser perigosos.

ORAEXEmpresas sofrem ataques de phishing: aumento impressiona.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *