Blog

Possíveis usos dos contratos inteligentes

No comments

Os contratos inteligentes podem ser usados em diversos setores: indústria, internet das coisas, controle de acesso, mercado financeiro, e-governança e muito mais. Sua estrutura “Se…Então” programável dentro de uma blockchain abre um mundo de possibilidades. Vamos nos aprofundar em alguns exemplos:

# Auditoria: hoje as organizações precisam recorrer a instâncias terceirizadas para uma auditoria confiável. Com contratos inteligentes para automatizar o processo de auditoria, os custos adicionais podem ser reduzidos e os erros humanos – muito comuns nesse processo – também. A precisão é garantida pela execução dos contratos em tempo real, pela natureza transparente e distribuída. Além disso, os contratos podem ser personalizados para gerar dados para a análise.

# E-Governança e Execução da Lei: diversas nações estão investindo na governança digital. Os sistemas legais dos países são complexos e envolvem inúmeros termos e condições. Na maioria dos casos, a execução da lei precisa de uma intervenção direta, mesmo que a penalidade já esteja pré-estabelecida. O uso de contratos inteligentes poderia automatizar a cobrança e a aplicação de certas penalidades, além disso também pode tratar de propriedade intelectual e pagamento de licenças.

# Transações Energéticas: a indústria de energia pode ter benefícios significativos com o uso dos contratos inteligentes, que incluem precisão, execução autônoma e operações ponto a ponto que permitem transações, mensurações inteligentes e valorização da energia renovável. Por exemplo, pode-se ter um arquivo distribuído para armazenar as informações de consumo de energia coletadas em dispositivos de medição inteligentes, na Internet das Coisas, e realizar a aplicação de contratos inteligentes para definir programaticamente a flexibilidade de energia necessária. Em níveis industriais, o contrato pode associar recompensas ou penalidades para o balanceamento da demanda de energia conforme o nível de produção médio.

# Logística: organizações estabelecem diversos parâmetros para a manutenção da qualidade no fornecimento de produtos especiais, como os do ramo alimentício. Por exemplo, condições de temperatura para as cargas de carnes e vegetais para evitar bactérias. A verificação e ajuste da temperatura, algumas vezes, é feita manualmente. Contratos Inteligentes servem tanto para automatizar esse processo, quanto já são em si regulatórios. Já existem propostas teóricas de redes, no ethereum, que garantem o rastreamento e qualidade dos produtos da “fazenda para a mesa”, com o uso de contratos inteligentes, aprimorando a eficiência e reduzindo custos.

# Serviços de Saúde: conforme a população aumenta, o número de pessoas que acessam o sistema de saúde também cresce. Por isso, o volume de dados está cada vez maior e processos manuais já estão defasados. A transformação digital pode integrar os sistemas com as prescrições, consultas, tratamentos e segurança das informações.

ORAEXPossíveis usos dos contratos inteligentes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.