Blog

O que é Observability

No comments

Com novas maneiras de desenvolver aplicações, surgem também novas maneiras de encará-las. Apesar de ser um conceito vindo da matemática, observability tem sido a solução encontrada por desenvolvedores para manter seus softwares no alinhamento perfeito com as expectativas do usuário, indo além do monitoramento.

O entendimento do funcionamento interno das aplicações e, a partir disso, a compreensão do estado atual e possível do sistema, por mais inconvenientes ou alterados que sejam, é observability. Uma abordagem proativa, que foge da reatividade. Busca o conhecimento do todo para prever erros, falhas e atrasos, encontrando antecipadamente estratégias capazes de lidar com os problemas, a partir do domínio daquilo que se programa.

É sobre a relação do desenvolvedor com seu projeto, mas também sobre entender como as pessoas, consumidores cada vez mais exigentes, irão experienciar o uso das aplicações, para então antecipar gargalos e resolvê-los.

Disposição e mindset adequado são necessários para a prática, mas também temos recursos que ajudam: como o New Relic, uma plataforma renomada em observability que completa – e facilita – o trabalho.

Agora, que observability tem sido a nova aposta do mercado está claro. Mas quais são as diferenças entre ‘observability’, ou observabilidade, e o tradicional monitoramento?

Para isso, construimos um comparativo entre ambos. Veja só:

Monitoramento:
# Reativo, pois apoia-se em manter padrões e identificar problemas pré-estabelecidos;
# Apoia-se na experiência de quem já trabalha com a aplicação, pois já tem conhecimento dos gargalos mais comuns;
# Trabalha com viés de confirmação;
# Atua com diferentes ferramentas que estão em contextos específicos, que precisam ser remontados por aqueles que estão monitorando, com largo espaço para interpretações equivocadas.

Observabilidade:
# Proativo, procura maneiras de otimizar e antecipar problemas;
# Apoia-se na curiosidade dos desenvolvedores e na habilidade de analisar qualquer sistema;
# Trata cada investigação como nova, aberta e com novos problemas e, portanto, novas soluções;
# Cruza em um só contexto diferentes relatórios, métricas e dados, facilitando a interpretação e reduzindo a margem de erro.

Desse modo, vemos que a observabilidade não é um novo nome para uma prática antiga e sim uma forma inovadora e mais completa de trabalhar na otimização do desempenho das aplicações. Não deixe de proporcionar a melhor experiência para seus usuários. Quer entender mais? Então entre em contato conosco [email protected] #VEMSERORAEX

ORAEXO que é Observability

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.